quinta-feira, 30 de abril de 2009

Eu estive morto e voltei a vida!

Cristo Ressuscitou Aleluia!

O grande evento Cristão da ressurreição do senhor Jesus vai além de um acontecimento ocorrido a mais de dois mil anos. A sua ressurreição gerou vida não só no seu corpo que estava morto e volta a vida, mais da sua ressurreição emanou vida para toda a humanidade de todos os tempos, alcançou a todos os povos línguas e nações. Nossas situações de morte em Cristo deram lugar a vida. Eu estive morto e voltei a vida! Essa frase norteia não só a pessoa do filho de Deus ,que Depois de morto e sepultado , voltou a vida. É a realidade também da vida daqueles que como Jesus estiveram em algum estado de morte e a morte deu lugar a vida.
Eu posso proclamar isso hoje, como sacerdote proclamo a vitória do ressuscitado em em minha vida. Eu também estive morto e voltei a vida. Desde muito cedo exatamente aos quatro anos aprendi a beber, e com a bebida vieram todos os outros vícios que o mundo oferece. Eu digo que aprendi tudo errado, e vivi muita coisa errada em todas as áreas da minha vida. Com o tempo o álcool se tornou um vicio o maior na verdade que já tive. E com o vicio acabei ingressando em um estado pleno de morte minha vida perdeu o sentido, bebia todos os dia e andava cada dia mais triste. Cheguei ao fundo do posso não tinha mais pra onde ir nem via solução pra me libertar. Me sentia e era na verdade um prisioneiro. Muitas vezes escutei que pra mim não havia mais solução que eu nunca seria ninguém que era um caso perdido...
Quando eu pensava que era o fim Deus entrou em minha vida. A luz brilhou em meio as trevas. Através de um convite para um encontro Deus me alcançou. Pude nesse encontro experimentar a presença do ressuscitado em minha vida. Cheguei naquele lugar um viciado e sai um homem novo Deixei os bares e as festas mundanas por um vida de Igreja logo tornei-me um evangelizador, depois seminarista e hoje sou padre. Graças a Deus! Jesus me ressuscitou!A vida venceu a todo estado de morte que havia em mim.
Hoje como padre tenho a enorme alegria de proclamar a força do ressuscitado em minha vida, e na vida de tantos que o senhor coloca em meio caminho. Eu Creio na vida que supera a morte, creio na luz que vence as trevas. Proclamar a páscoa do Senhor é proclamar também a nossa. Com alegria proclamo que Cristo me ressuscitou Aleluia. Deus vos abençoe!!!

Pe. Josenilson Antonio da Silva
Missionário da Comunidade Obra de Maria - Recife - PE

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Declaração da CNBB contra redução da maioridade penal


“Todas as vezes que fizestes isso a um desses mais pequenos (...) foi a mim que o fizestes” (Mt 25,40)

O Brasil enfrenta uma onda generalizada de violências sob os mais variados aspectos e pontos de vista. São violências que vão desde a negação ou privação dos direitos básicos à vida até àquelas que geram insegurança, apreensão, medo.

Campanhas equivocadas criminalizam crianças, adolescentes e jovens como principais responsáveis dessas ações violentas, quando na verdade, frequentemente, os maiores culpados ficam totalmente impunes.

Os atos violentos, os crimes, o narcotráfico, envolvendo-os, a cada dia, em sua perversa trama, tiram-lhes as possibilidades de plena realização e os afastam de sua cidadania.

Neste contexto, o Senado volta a discutir a redução da maioridade penal com argumentos que poderiam ser usados também para idades menores ainda, como se esta fosse a solução para a diminuição da violência e da impunidade. A realidade revela que crianças, adolescentes e jovens são vítimas da violência. Muitas vezes são conduzidos aos caminhos da criminalidade por adultos inescrupulosos.

A CNBB entende que a proposta de redução da maioridade penal não soluciona o problema.

Importa ir a suas verdadeiras causas, que se encontram, sobretudo, na desagregação familiar, na falta de oportunidades, nas desigualdades sociais, na insuficiência de políticas públicas sociais, na perda dos valores éticos e religiosos, na banalização da vida e no recrutamento feito pelo narcotráfico.

Reafirma a CNBB que a redução da maioridade penal violenta e penaliza ainda mais adolescentes, sobretudo os mais pobres, negros, moradores de periferias.

Persistir nesse caminho seria ignorar o contexto da cláusula pétrea constitucional - Constituição Federal, art. 228 - além de confrontar a Convenção dos Direitos da Criança e do Adolescente, as regras Mínimas de Beijing, as Diretrizes para Prevenção da Delinquência Juvenil, as Regras Mínimas para Proteção dos Menores Privados de Liberdade (Regras de Riad), o Pacto de San José da Costa Rica e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instrumentos que demandam proteção especial para menores de 18 anos.

Crianças, adolescentes e jovens precisam ser reconhecidos como sujeitos na sociedade e, portanto, merecedores de cuidado, respeito, acolhida e principalmente oportunidades.

A Igreja no Brasil conclama os poderes públicos – Executivo, Legislativo e Judiciário – bem como a sociedade civil a debater o assunto. Urge a busca de soluções focadas nas políticas públicas que efetivem melhores condições de vida para todos, na implementação de medidas sócio-educativas previstas no ECA e no desenvolvimento de uma política nacional de combate ao narcotráfico, penalizando com maior rigor a manipulação e o aliciamento de crianças, adolescentes e jovens pelo crime organizado.

A Igreja Católica, através de suas comunidades eclesiais, pastorais, movimentos e entidades sociais, desenvolve projetos sócio-educativos, profissionalizantes, de recuperação de dependentes químicos e de atendimento a adolescentes autores de ato infracional, obtendo resultados que indicam à sociedade caminhos a partir de ações educativas e não punitivas.

A CNBB se une a todos os brasileiros que trabalham para que se cumpra a premissa básica da Constituição Federal, art. 227: “CRIANÇA E ADOLESCENTE PRIORIDADE ABSOLUTA” e reafirma sua posição contrária à redução da maioridade penal.

Indaiatuba, São Paulo, 24 de abril de 2009

terça-feira, 28 de abril de 2009

Amor desconcertante


Refletindo nestes dias sobre o amor de Deus, me peguei pensando o como é diferente o seu jeito de amar.É por demais diferente do nosso.Enquanto amamos somente a quem nos ama ou alguém que de alguma forma é fácil de amar, devido a esta pessoa ser dócil, boa, carinhosa, etc.Deus nos surpreende com seu jeito de amar, por justamente ser uma forma totalmente diferenciada e contraposta a nossa.Fórmula esta que de longe ultrapassa os nossos paramentos de amor.Deus não olha virtudes para poder amar.

Deus nos ama, não por que somos bons ou os melhores, mais por que somos filhos.Assim como uma mãe ama seus filhos, apesar das faltas que estes de alguma forma cometeram, assim também é o amor que Deus tem por nós.

Podemos perceber isso a partir do exemplo que Jesus nos deu por meio de suas escolhas.Ao invés de buscar o amor daqueles que de certo modo seria mais fácil amar, pelo o exercício de santidade que buscavam, como por exemplo os fariseus e doutores da Lei, apesar de não cumprirem o que se propunham fazer, de certo modo ao menos conheciam e buscavam exercitar a Lei.No entanto, Jesus prefere buscar aqueles que ninguém queria amar e que eram excluídos da sociedade, os cobradores, as prostitutas, os ladrões e etc.Acho que aqui Jesus quis desafiar o poder do seu próprio amor, Ele poderia muito bem ser rejeitado pelo o seu gesto inovador e Ele sabia que corria este risco,contudo foi em frente e saiu vitorioso em sua busca.

Os excluídos, foram estes que mais corresponderam ao amor gratuito de Jesus.Eles, não sei porque, trouxeram um encanto aos olhos do Mestre, algo que o seduziu até o ponto de dar a vida por eles.Eles encantaram o mestre e se deixaram encantar por Ele.Foram amados e se deixaram amar.

Por esta e por tantas outras razões o amor de Deus nos desconcerta, por ser tão contrário ao nosso.Diante D’ele percebemos o quanto somos mesquinhos no nosso amor.Apesar de sermos filhos de Deus, imagem e semelhança, ainda nos diferenciamos muito do amor de nosso Pai.

Ao fazer esta reflexão, sei que de imediato não encontrarei mudança em nossos corações, porém não posso deixar de me inquietar diante do amor de nosso Deus e não posso deixar de pensar a forma de como estou amando aos meus irmãos.Pense você também...

Postado por Nelinho Augusto Gomes Alves

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Como podemos tocar no Senhor?

Uma mulher atormentada por um fluxo de sangue, havia doze anos, aproximou-se dele por trás e tocou-lhe a orla do manto. Dizia consigo: "Se eu somente tocar na sua vestimenta, serei curada. Jesus virou-se, viu-a e disse-lhe: "Tem confiança, minha filha, tua fé te salvou."(Mt 9,20-22)


Pela manhã eu rezava e perguntava ao Senhor sobre que tema falar neste tempo tão maravilhoso que nossa Igreja nos leva a viver que é o da ressurreição, e comecei a escutar uma música que me recordava está passagem citada acima, da mulher que sofria há doze anos com um fluxo de sangue, e sentia que era sobre isto que o Senhor queria que eu falasse para vocês hoje. Pois a forma que podemos tocar no Senhor como está mulher tocou, e através da nossa fé. Como ela acreditou que podia ser curada somente através de um toque, nós precisamos acreditar que o mesmo Jesus que a curou naquele momento, pode nos curar e nos libertar, hoje. Basta que acreditemos que Ele tudo pode! Tocamos no Senhor, toda vez que procuramos os sacramentos, tocamos na sua graça que nos purifica e transforma. Tocamos no Senhor, no momento de adoração e enfim. A fé para ser solidificada precisa de cultivo e estes são alguns dos meios que nossa Igreja nos dar para que possamos rega-lá. Por isso, meus irmãos, a palavra de Deus já diz que o justo vive de fé. Precisamos acreditar que da mesma forma que nosso Senhor venceu a morte e ressuscitou ao terceiro dia. Nós podemos vencer qualquer momento difícil que possamos estar vivendo, basta acreditarmos que através da nossa fé podemos tocar no Senhor dos Exércitos. Deus vem nos convidar hoje a tocar nele, por meio da nossa fé para que assim experimentemos o seu poder ainda mais forte em nossa vida. Creia, acredite que Deus pode lhe tirar da lama do pecado que você si encontra, que Ele pode lhe curar desta enfermidade que nem os médicos tem conseguido diagnosticar o que é. Acredite irmãos e Ele agirá por meio da nossa fé! Mesmo que tenhamos uma pequenina fé, ofertemos ao Senhor está fé pequenina para que assim a graça dele seja mais abundante em nosso viver. As portas que hoje estão fechadas na nossa vida, precisam se abrir. As tempestades precisam ser acalmadas, mas para que isso aconteça nos precisamos acreditar que tudo e possível aquele que crer. você que acaba de ler está matéria neste momento lhe convido a se colocar diante de uma imagem, ou foto de Nossa Senhora, seja qual for o título, estenda a sua mão e reze comigo:
"Mãe Santíssima, eu vos peço. Me conduza a tocar no Senhor neste momento através da minha fé. Para que assim eu possa contemplar a graça, a vitória de Deus em minha vida, na vida da minha família, dos meus amigos e conhecidos. Eu creio mãe, mais me ensina a ter uma fé mais constante no meu Senhor Jesus Cristo que está vivo e ressuscitado e ao meu lado está em todos os momentos. Amém!"

Que a Nossa Senhora das Graças, derrame todas as graças que necessitas hoje em tua vida e ti conduza sempre a tocar no Senhor por meio de sua fé!
Fraternalmente
Carmem Aparecida B. dos Santos
Comunidade Obra de Maria - Mossoró - RN

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Páscoa Jovem!

A Pastoral da Juventude de Dr Severiano/RN realizará no próximo domingo, 26 de Abril, na Igreja de Santa Luzia, a Páscoa Jovem 2009 com o tema " Quero ser perseverante, quero amar a todo instante".
Num mundo onde o amor vem sendo banalizado a Juventude Católica de Dr Severino, vem expressar neste encontro que o amor ainda é possível e que a juventude é capaz de amar verdadeiramente.
O encontro terá início as 13 hs e contará com apresença do missionário da Comunidade Obra de Maria e também assessor diocesano de juventude, Severino Júnior.

Você é nosso convidado!

Aquele que Deus enviou transmite as palavras de Deus

O Senhor disse-nos: «Esquadrinhai as Escrituras» (Jo 5, 39). Esquadrinhai-as então e retende com muita exactidão e fé tudo o que elas dizem. Deste modo, conhecendo claramente a vontade de Deus [...], sereis capazes de distinguir, sem vos enganardes, o bem do mal, em lugar de ouvir qualquer espírito e de serdes levados por pensamentos nocivos.Estai certos, meus irmãos, de que nada é tão favorável à nossa salvação como o cumprimento dos preceitos divinos do Senhor. [...] Precisaremos, no entanto, de muito temor, paciência e perseverança na oração para nos ser revelado o sentido de uma só palavra do Mestre, para conhecermos o grande mistério oculto nas suas mais pequenas palavras, e para estarmos preparados para dar a nossa vida pelo mais pequeno traço dos mandamentos de Deus (cf. Mt 5, 18).Porque a palavra de Deus é como uma espada de dois gumes (Heb 4, 12) que penetra e retira da alma toda a cobiça e todo o instinto carnal. Mais do que isso, ela torna-se também como que um fogo devorador (Jer 20, 9), quando reanima o ardor da nossa alma, quando nos faz desprezar todas as tristezas da vida e considerar as provações uma alegria (Tg 1,2), quando, perante a morte que os homens temem, ela nos faz desejar e abraçar a vida ao dar-nos o meio de a alcançar.

São Simeão, o Novo Teólogo (c. 949-1022), monge grego

terça-feira, 21 de abril de 2009

Cardeal Rouco: cristãos já devem preparar JMJ

Destaca o aumento das vocações sacerdotais como desafio do Ano Sacerdotal
MADRI, segunda-feira, 20 de abril de 2009 (ZENIT.org).- O cardeal Antonio María Rouco, arcebispo de Madri, indicou nesta segunda-feira que todos os cristãos devem preparar desde agora a Jornada Mundial da Juventude que se celebrará em agosto de 2011 em Madri.
No discurso inaugural da Assembléia Plenária da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), assinalou que o evento «exige também uma preparação remota – além da próxima e organizativa – na qual se envolverão os sacerdotes, os educadores e catequistas, os responsáveis do apostolado secular e, em definitivo, toda a comunidade cristã nos anos anteriores ao encontro».
O presidente da CEE destacou a necessidade de aproveitar a JMJ com uma «preparação esmerada, em plena sintonia com o Conselho Pontifício para os Leigos».
Concretamente, convidou a colocar os dois anos e meio que restam para o encontro mundial de jovens com o Papa «sob o sinal dessa Cruz que já começou a peregrinar em Madri simbolicamente, e que o fará de modo efetivo nessa mesma arquidiocese em 14 de setembro próximo e, desde 26 de abril de 2010, percorrerá as demais dioceses da Espanha, levada pelos jovens católicos».

Para ler na íntegra click aqui

Fonte Zenit.org

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Atitude Jovem: Foi a tarde de domingo mais animada da minha vida

Domingo 19, convidamos uns jovens para passar a tarde conosco, cantamos, rezamos, fizemos algumas dinâmicas, comemos pipocas e depois mesmo com o tempo prometendo chuva fomos para a praça jogar, uns futsal e outros voleibol, entre os jovens também tinham algumas crianças e uns eternos jovens que sempre nos acompanham e apoiam.
A chuva de fato não foi empecílio para nos divertir-mos mesmo, quanto mais a água descia do céu, mais energia nós tínhamos de jogar e conviver. Depois encerramos comum momento de oração no qual em especial rezamos por todos que vieram pela primeira vez e em seguida voltamos para a nossa casa para comemorar-mos o aniversário do nosso irmão Nelinho, com todos os jovens....
No final da comemoração fiquei conversando com um dos jovens e ele me disse: " Foi a minha tarde de domingo mais animada". Fiquei super feliz pois a tarde mais animada da vida daquele jovens foi ali conosco e entre tantas pessoas que estavam lá, estava também Jesus. Era uma alegria diferente! Quantos jovens precisam ainda sentir esta alegria e também aprenderem a se divertir com Jesus, e com amizades sadias, onde todos tem um único objetivo " amar ao próximo como a si mesmo".

Já dizia Dom Bosco "Basta que sejais jovens para que eu vos ame!"

Severino Júnior
Comunidade Obra de Maria - Mossoró - RN

Confira as fotos:






































Abertura do Ano Catequético em nossa Diocese

Aconteceu na Capela de Santa Teresinha uma Missa presidida pelo Bispo Diocesano de Mossoró Dom Mariano Manzanna, no sábado dia 18, com a participação de catequistas e de representantes de grupos de jovens de toda a diocese, para marcar a abertura do Ano Catequético em nossa diocese.
O ano catequético não é um ano da catequese nem dos catequistas, afirmava Dom Mariano, mas um ano em que a Igreja com todas as pastorais se volta para ser catequética.
Ele nos lembrava da Estrela de Belém que guiaram os Reis Magos para adorar o Menino Deus a catequese é aquela que nos aponta Jesus e que nos leva a contempla-lo.
A escolha do ano 2009 como Ano Catequético foi dada também por conta da comemoração dos cinquenta anos (1959) do I° ano Catequético do Brasil.

Mais informações sobre o Ano Catequético click aqui

Severino Júnior
Comunidade Obra de Maria - Mossoró - RN

Confira a fotos:

















Aconteceu.. Encontro de dinâmicas com Canísio Mayer

Nos dias 18 e 19 de abriu aconteceu no centro Santa Maria Gorete, em Mossoró um encontro Diocesano realizado pela Pastoral Catequética em parceria com a Pastoral da Juventude, um encontro de dinâmica e mística, assessorado pelo escritor Canísio Mayer, autor de vários livros de dinâmicas e que tem assessorado retiros para padre, religiosos e leigos além de lecionar nas PUC de São Paulo.
O encontro nos fez refletir acima de tudo quem nós somos e como trabalhar em grupo, visando o bem comum e também fazendo com que descobrissemos dentro de nós mesmos o líder que existe em nós. Os catequittas e os representantes dos grupos jovens de toda diocese ficaram mavilhados com o que puderam experimentar durante estes dias.

Severino Júnior
Comunidade Obra de Maria - Mossoró-RN

Confira as fotos


































domingo, 19 de abril de 2009

Abertura do Ano Catequético

A caminho da 3ª Semana Brasileira de Catequese acontecerá no dia 19 de abril (2° domingo de páscoa) a abertura oficial do Ano Catequético, nas paróquias, nas dioceses e nas arquidioceses dos 17 regionais da Igreja do Brasil.
Este dia será marcado por celebrações eucarísticas e celebrações da Palavra, ao redor do pão da palavra e da eucaristia mais de 800 mil catequistas estarão reunidos para celebrar o mistério pascal, a presença do Ressuscitado.
Para que o evento tenha visibilidade em nível nacional através da cobertura pela mídia católica, a comissão para animação bíblico-catequética priorizou a Celebração Eucarística que ocorrerá na Catedral da Sé, SP, às 11 h00. Neste dia também haverá a peregrinação da Catequese e será entregue, simbolicamente, uma “chama” que percorrerá as Regiões da Arquidiocese de São Paulo.

Em Mossoró, além de uma missa celebrada no sábado 18, com a presença de vários catequistas de toda diocese, será celebrada também hoje na Catedral de Santa Luzia, às 9:00 a abertura oficial celebrada pelo bispo diocesano Dom Mariano Manzanna.

Oração do Ano Catequético

Senhor,
como os discípulos de Emaús, somos peregrinos.
Vem caminhar conosco!
Dá-nos teu Espírito, para que façamos da catequese
caminho para o discipulado.
Transforma nossa Igreja em comunidades orantes e acolhedoras,
testemunhas de fé, de esperança e caridade.
Abre nossos olhos para reconhecer-te
nas situações em que a vida está ameaçada.
Aquece nosso coração, para que sintamos sempre a tua presença.
Abre nossos ouvidos para escutar a tua Palavra,
fonte de vida e missão.
Ensina-nos a partilhar e comungar do Pão,
alimento para a caminhada.
Permanece conosco!
Faz de nós discípulos missionários,
a exemplo de Maria, a discípula fiel,
sendo testemunhas da tua Ressurreição.
Tu que és o Caminho para o Pai. Amém!

sábado, 18 de abril de 2009

Semana da Cidadania: Juventude em marcha!

As Pastorais da Juventude do Brasil (PJB) convocam a juventude brasileira a participar da Semana da Cidadania – 2009, que acontece entre os dias 14 a 21 desse mês, com o tema Juventude e Criminalização e lema Juventude em Marcha contra a Violência.
De acordo com a PJB, o objetivo do evento é mostrar os diversos fatores que contribuem para a criminalização da juventude, bem como fomentar a discussão e a ação para a construção de um país mais justo.
“A juventude brasileira é organizada em inúmeros grupos nas comunidades, escolas, campo, periferias, aglomerados, assentamentos, entre outros lugares. Com essa Semana Coloca-se em pauta a criminalização dos jovens com o desejo de fomentar uma grande marcha em prol da vida”, explica o assessor nacional do Setor Juventude da CNBB, padre Gisley Azevêdo. E relata ainda que “a juventude é criminalizada todos os dias e em todos os lugares. Ela morre diariamente neste imenso Brasil. É responsabilidade de todos, organizados em mutirão, como pessoas que sonham com um mundo melhor, não permitir que isso ocorra”.
A direção da PJB explica que o desejo da juventude é que esta discussão ecoe por todos os cantos do país, se misturando ao grito do povo negro por igualdade racial, do povo indígena por justas demarcações da terra, dos pequenos agricultores por reforma agrária, dos moradores de rua por reforma urbana e de todo povo oprimido.Informações no Setor Juventude da CNBB pelo telefone (61) 2103-8300, ou pelo e-mail (juventude@cnbb.org.br).

Perdoar é ser livre! " Fim de enquete"

Queridos irmãos e irmãs acabamos de viver um tempo propício a reflexão sobre o perdão que foi a Quaresma é também, sobretudo, a páscoa é oportunidade de vivenciarmos esta graça de Deus manifestada aos homens. Pergunto a você quantas vezes você ja se deparou ante a situação em que precisaria perdoar alguém ou receber o perdão? E vou mais além; qual a sua atitude diante tal indagação. Imagino que Deus nos dá aquilo que podemos (com Ele) suportar. O mesmo nos convida a quando estivermos cansados com o peso do fardo a Ele ir, e Nele depositarmos todas as nossas angústias, medos, fraquesas. Falo disso porque a vivência e o alcance do perdão dar-se-á em sua plenitude quando Nele nos apoiamos e buscamos a força necessária para esse ato de vontade e decisão cristã. Hoje em dia vemos a grande crescente de problemas de saúde psicossomáticos que envolvem de forma direta o psiquico, o afetivo e o emocional das pessoas, bem também sabemos que muitos desses problemas estão assossiados a uma grande reclusão e inibição de dores, amarguras, recentimentos, sendo em alguns casos esses sintomas causados por falta de perdão, isto é, mágoas guardadas ocupando o espaço criado por Deus para amar e ser amado – o seu coração. Lembro aqui que o perdão e a atitude tomada com este de ir ao encontro do outro, é sobremaneira uma atitude de superioridade moral, isto é, o indivíduo tem a habilidade no auto-controle de suas emoções e reações. Ao invés do que se possa pensar de que perdoando o indivíduo mostra a fraquesa, digo que aquele que perdoa mostra uma força interior capaz de lhe dar um sorriso calmo, sereno e forte, no lugar de ter a testa franzida em sinal de descontetamento e repudio. Lembro também que esta é uma missão nossa, a de perdoar, Deus nos dá a força necessária, a coragem, o seu Espírito Santo, mas a decisão e a missão é nossa. Todos nós temos alguém a perdoar, quando muitas veses dizemos que não temos nada nem ninguém para perdoar estamos fugindo e negando uma realidade inerente ao ser humano. Muitas vezes estamos nos sentindo cansados, abatidos, fatigados, tristes, desanimados, e não sabemos o porque, contudo, a causa de tudo isso pode estar na falta de perdão, naquela mágoa guardada e cultivada por nós. Em nossa formação na Comunidade Obra de Maria, nosso fundador Gilberto Gomes nos diz que o perdão é um ato de vontade, uma decisão, eu preciso me decidir, por isso escolha você a melhor parte e viva feliz. PERDOE E SEJA LIVRE. A falta de perdão também está assosiada a traumas guardados no incosciente que muitas vezes vem a tona quando algo mexe na raiz destes. A Palavra de Deus nos diz: quem não tiver pecados que atire a primeira pedra (João 8,7). Este episódio narra o fato da multidão que não queria dar aquela mulher o perdão e Jesus diz a aquele povo que todos nós podemos pecar, todavia, também para todos nós está a misericórdia, ora, como posso eu cristão me negar a ter uma atitude de misericódia. O perdão é essa atitude de misericórdia para com o outro e para comigo mesmo, pois Deus é a misericódia infinita. Convém aqui também lembrar que ao perdão se implica aniquilamento total da culpa, não podemos perdoar pela metade. Jesus é o exemplo maior de perdão, pois Ele mesmo dá sua vida em favor do nosso pecado para que por sua morte e morte de cruz fossemos absorvidos de toda culpa e de todo o pecado, por isso somos convidados a aceitarmos o convite da conversão feito por Jesus assumindo-o como nosso Senhor e Salvador. No perdão eu que sou ofendido, livro a pessoa que me ofendeu de sua culpa. As veses podemos não esquecer o fato (o pecado) como Deus esquece o nosso, quando nos perdoa, mas, quando perdoamos precisamos não mais atribuir a pessoa a culpa.
Aqui lhe faço o desafio para sua cura espiritual e até mesmo física, tomar uma atitude de cristão e deixe de estar se escondendo daquilo que você bem sabe estar lhe tirando o sono. Coragem, Jesus está contigo, dê um passo, surpreenda o outro e a si. Pare de ficar buscando culpados. Deus nos faz o convite – arrepende-te; para que arrependidos de nossos pecados, movidos pela fé no Cristo, recebamos Dele o perdão. E para que assim também nós possaos agir. Que o Senhor nosso Deus e nosso Salvador, nos dê a força e a coragem necessárias para tomarmos essa atitude e decição de perdoar. Amém
Adélio Silva
Comunidade Obra de Maria - Moçambique - África

Quanto tempo você tem dado para Deus?

Vemos no evangelho de hoje que Jesus já ressuscitado nos envia e nos convida Dizendo “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”. (Mc. 16,5) Ele nos convida de varias formas, a varias pessoas e também nos convida a sairmos do nosso conforto para irmos anunciar o evangelho seja ele a uma criança, a um idoso ou até mesmo o mendigo que se encontra nas ruas.
Assim como Jesus chamou os doze discípulos para segui-Lo para ir ao mundo, hoje ele tem um convite especial e você se pergunta. A mim?
Pois é, muitas vezes não acreditamos nem queremos ou até mesmo não aceitamos, pois com esse passo temos que fazer algumas renuncias, por exemplo: alguns Deus pedi tudo a outros ele pedi uma hora, não significa que um é melhor que o outro apenas que temos vocações diferentes e que somos especiais aos olhos de Deus e também naquilo que fazemos.
Você recebe este chamado de Deus , basta você querer, um dia, uma hora, não vai te fazer falta, nem mal algum, pois a messe é grande e poucos são os operários, um dia eu fui chamado hoje é você, mas agora lhe pergunto: Quanto tempo você tem dado a Deus? Você está satisfeito no que faz? É esse o desejo de Deus na sua vida? Eu não posso te responder, mas te digo que o pouco com Deus é muito e o muito sem Ele não é nada.
Adalberto Almeida
Comunidade Obra de Maria - Mossoró - RN

Novena da Divina Misericórdia nono dia

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Hoje traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da minha Misericórdia. Estas almas ferem mais dolorosamente o meu Coração. Foi da alma tíbia que a minha Alma sentiu repugnância no Horto. Elas levaram-Me a dizer: Pai afasta de Mim este cálice, se assim for a vossa vontade. Para elas, a última tábua de salvação é recorrer a minha Misericórdia.

Ó compassivo Jesus, que sois a própria Compaixão, trago à mansão do vosso compassivo Coração as almas tíbias; que se aqueçam no fogo do vosso amor puro estas almas geladas, que, semelhantes a cadáveres, Vos enchem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usai a onipotência da vossa Misericórdia e atraí-as até ao fogo do vosso amor e concedei-lhes o amor santo, porque Vós tudo podeis. Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas tíbias e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de Misericórdia, suplico-Vos pela amargura da Paixão do vosso Filho e por sua agonia de três horas na Cruz, permiti que também elas glorifiquem o abismo da vossa Misericórdia... Amém.
Terço da Misericórdia:

No início: Pai-Nosso, Ave-Maria, Creio
Nas contas do Pai-Nosso, reza-se:
Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.
Nas contas das Ave-Marias, reza-se:
Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. (10 vezes)
Ao final do terço, reza-se:
Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro. (3 vezes)

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Dom José Cardoso recebe prêmio da Human Life Internacional

O arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, recebe hoje o Prêmio Cardeal Von Galen, concedido pela Human Life International, uma associação católica internacional em defesa da vida, com sede em Front Royal, estado de Virginia nos Estados Unidos, presente em 80 países. O Prêmio leva o nome do bem-aventurado Clemens August von Galen (1878-1946), que foi bispo de Münster (Alemanha) durante a era nazista.
Concedido a personalidade que se destacam na defesa da vida, o prêmio será entregue a dom José Cardoso, pelo representante da Human Life International em Roma, Mons. Ignacio Barreiro-Carámbula, que veio a Recife exclusivamente para o evento. A cerimônia será às 20h, no Auditório Colégio Damas, em Recife.
Já receberam a mesma condecoração o cardeal Alfonso Lopez Trujillo (falecido no ano passado), o cardeal Tumi de Benin, dom Antonio Arregui, arcebispo de Guayaquil e presidente da Conferência Episcopal Equatoriana.

Fonte CNBB

Mais notíciassobre o prêmio

Eu vi o Senhor!

"Maria Madalena correu para anunciar aos discípulos que ela tinha visto o Senhor e contou o que ele lhe tinha falado."(Jo 20,18)
A verdadeira experiência do ressuscitado em nossa vida si dar pela necessidade que temos de anunciar esta ressurreição de Jesus. Mas, não anunciar por empolgação só no tempo que a Igreja nos leva a recordar e sim no nosso cotidiano, principalmente nos momentos de quedas e sofrimentos da caminhada, precisamos dizer-mos para nós mesmos: "O sepulcro está vazio, porque Jesus ressuscitou, aleluia, aleluia!". Precisamos tomar posse desta ressurreição em nossa vida e confiar que Deus é maior que tudo, que seu poder é imenso e ele tudo pode transformar e realizar, pois Ele é o Deus de milagres e promessas. Ele é o Deus Fiel! Isto se chama anunciar com atitudes e não só com palavras, pois Maria Madalena também anunciou com sua vida. Já diz um ditado popular: "As palavras convencem, mais o testemunho arrasta." Precisamos nos convencer desta verdade, até para o nosso bem pessoal e crescimento em Deus. Se não terminamos sendo um sepulcro caiado que Jesus cita no evangelho. No livro dos Atos dos Apóstolos 5,15 fala que quando Pedro passava, ao menos a sua sombra cobrisse as pessoas elas eram curadas. E eu pergunto o que falta para que o Senhor ressuscitado continue a realizar curas e libertações de forma mais intensa em nossa vida e na das pessoas? Será que falta abertura da nossa parte como cristãos, como pessoas que tem a como missão anunciar a ressurreição de Cristo, ou abertura da parte daqueles que recebem? Esta fica para reflexão! Pois como sabemos existe casos e casos, por isso somos convidados pelo Senhor hoje, a refletirmos sobre isto. E não nós esqueçamos que somos apóstolos da ressurreição de Cristo, que esta frase "Jesus Ressuscitou!"nunca mais saia de nossa boca, nem da nossa vida no nosso testemunho pessoal. Que o bom e amado Deus nos leve a cada dia a experimentarmos a ressurreição do seu filho Jesus Cristo que está vivo e ressuscitado no meio de nós nos iluminando com sua luz.
Fraternalmente
Carmem Aparecida B. dos Santos
Comunidade Obra de Maria - Mossoró - RN

Novena da Divina Misericórdia oitavo dia

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Hoje traze-Me as almas que se encontram na prisão do Purgatório e mergulha-as no abismo da minha Misericórdia; que as torentes do meu Sangue refresquem o seu ardor. Todas estas almas são muito amadas por Mim, pagam as dívidas à minha Justiça. Está em teu alcance trazer-lhes alívio. Tira do tesouro da minha Igreja todas as indulgências e oferece-as por elas. Oh, se conhecesses o seu tormento, incessantemente oferecerias por elas a esmolas do espírito e pagarias as suas dívidas à minha Justiça.

Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes que quereis misericórdia, eis que estou trazendo à mansão do vosso compassivo Coração as almas do Purgatório, almas que Vos são muito queridas e que no entanto devem dar reparação à vossa Justiça; que as torrentes de Sangue e Água que brotaram do vosso Coração apaguem as chamas do fogo do Purgatório, para que também ali seja glorificado o poder da vossa Misericórdia. Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas que sofrem no Purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Suplico-Vos que, pela dolorosa Paixão de Jesus, vosso Filho, e por toda a amargura de que estava inundada a sua Alma santíssima, mostreis vossa Misericórdia às almas que se encontram sob o olhar da vossa Justiça; não olheis para elas de outra forma senão através das Chagas de Jesus, vosso Filho muito amado, porque nós cremos que a vossa bondade e Misericórdia são incomensuráveis. Amém.

Terço da Misericórdia:

No início: Pai-Nosso, Ave-Maria, Creio
Nas contas do Pai-Nosso, reza-se:
Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.
Nas contas das Ave-Marias, reza-se:
Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. (10 vezes)
Ao final do terço, reza-se:
Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro. (3 vezes)

«Madre Teresa» do Brasil a caminho da beatificação

Bento XVI assinou o decreto que reconhece a vida de "virtude heróica" da Irmã Dulce, (Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, nome civil) que viveu entre 1914 e 1992.
O arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, D. Geraldo Majella Agnelo, diz que o decreto, apesar de já esperado, foi "uma alegria muito grande". O processo fica agora à espera do reconhecimento de um milagre.
A religiosa é conhecida como a "Madre Teresa do Brasil".
Além deste decreto, o Papa autorizou a promulgação, na semana passada dos decretos relativos a uma futura beata e outros oito veneráveis.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Nosso fim de semana

Sábado 18/04
16:30 Enceramento do cerco de Jericó
Local: Casa de Missão

17:00 Missa de abertura do Ano Catequético
Local: Praça dos hospitais

Domingo 19/04
13:30 Momento de convivência com os jovens encerrando com a nossa já tradicinal partida de volei

Participe!

Novena da Divina Misericórdia sétimo dia

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!


Hoje traze-Me as almas que veneram e glorificam de maneira especial a minha Misericórdia e mergulha-as na minha Misericórdia. Estas almas foram as que mais sofreram por causa da minha Paixão e penetraram mais profundamente no meu espírito. Elas são a imagem viva do meu Coração compassivo. Estas almas brilharão com especial fulgor na vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do Inferno; defenderei cada uma delas de maneira especial na hora da morte.

Misericordiosíssimo Jesus, cujo Coração é o próprio amor, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas que honram a glorificam de maneira especial a grandeza da vossa Misericórdia. Estas almas tornadas poderosas pela força do próprio Deus, avançam entre penas e adversidades, confiando na vossa Misericórdia. Estas almas estão unidas com Jesus e carregam sobre os seus ombros a humanidade toda. Elas não serão julgadas severamente, mas a vossa Misericórdia as envolverá no momento da morte. Eterno Pai, olhai com Misericórdia para as almas que glorificam e honram o vosso maior atributo, isto é, a vossa inescrutável Misericórdia; elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Estas almas são o Evangelho vivo e as suas mãos estão cheias de obras de misericórdia; suas almas repletas de alegria cantam um hino de misericórdia ao Altíssimo. Suplico-Vos, ó Deus, mostrai-lhes a vossa Misericórdia segundo a esperança e confiança que em Vós colocaram. Que se cumpra nelas a promessa de Jesus, que disse: "As almas que veneram a minha insondável Misericórdia, Eu mesmo as defenderei durante a vida, especialmente na hora da morte, como minha glória." Amém.

Terço da Misericórdia:

No início: Pai-Nosso, Ave-Maria, Creio
Nas contas do Pai-Nosso, reza-se:
Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.
Nas contas das Ave-Marias, reza-se:
Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. (10 vezes)
Ao final do terço, reza-se:
Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro. (3 vezes)

Todo aquele que está em Cristo é uma nova criatura.Passou o que era velho; eis que tudo se fez novo! (2 Cor 5.17).

"Renovar é viver" ensina um velho ditado.
Renovamos a pintura de nossa casa, e parece que essa mudança nos ajuda a viver melhor. Estreamos uma roupa nova, colocamos um novo calçado ou simplesmente renovamos a disposição dos móveis da casa, e tais alterações da rotina diária nos reanimam e criam uma melhor disposição. Porém, se estas pequenas mudanças externas podem, nos oferecer satisfação, você é capaz de imaginar quanto mais proveito poderia nos oferecer uma renovação interior? Uma renovação espiritual? Quando uma pessoa melhora por dentro, seus pensamentos, suas intenções e seus sentimentos, adquire-se então vida nova. Seu modo de ser torna mais agradável e até seu semblante se ilumina.A palavra de Deus deixa claro que uma nova vida é possível e está ao nosso alcance."Renunciai à vida passada, despojai-vos do homem velho, corrompido pelas concupisciências enganadoras.Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma, e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade.Temos exemplos na Bíblia de homens que tiveram a experiência de serem tocados pelo dedo de Deus. A voz de Cristo falou ao seu coração.Saulo de Tarso era um desses homens, ardoroso perseguidor de cristãos. Um dia indo, pela estrada de Damasco foi acolhido por uma grande luz. Não suportando a claridade caiu, e humildemente perguntou: Quem és, Senhor?Daquele dia em diante tornou-se uma nova criatura.Se reconhcermos nossas necessidades e clamarmos o socorro de Deus, Ele nos atenderá.Peça agora mesmo a Deus que lhe dê um novo coração, uma nova vida.
Maria Pereira
Comunidade Obra de Maria - Mossoró/RN